Ataques à Ciência e Tecnologia são criticados em homenagem na ALERJ

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) recebeu a medalha Tiradentes nesta terça-feira, dia 12 de junho, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Durante a homenagem, representantes de instituições de educação, universidades e pós-graduandos ressaltaram a importância da pesquisa, da ciência e da tecnologia. Maria Luiza Süssekind, 2ª secretária da ANPEd esteve presente no evento.

As falas dos presentes trouxeram reflexões sobre o corte de investimentos da área e citaram o desmonte da Faperj, para a qual 30% da receita será remanejada para outras áreas, de acordo com o Artigo 20 da Lei de Diretrizes Orçamentárias do Rio de Janeiro. O representante da Fiocruz, Carlos Augusto Gadelha, foi incisivo ao afirmar que “o conhecimento é decisivo para a independência. Quem não produz conhecimento estará de joelhos frente a comunidade global”.  Para Daniele Baldi (ANPG), a pesquisa garante a soberania de um país e deve ser orientada para o desenvolvimento social.

Comte Bittencourt, deputado estadual pelo Rio de Janeiro que abriu a sessão, reafirmou a importância do capital humano e do investimento em inteligência, em educação de qualidade e pública e em inovação. Em sua fala, o deputado lamentou o posicionamento de outros deputados que não reconhecem a importância da pesquisa, afirmando também que o Estado vem negando o direito à ciência, pesquisa e educação pública.

O presidente da SBPC, Ildeu Castro Moreira, considera um ato de resistência a defesa da pesquisa e ciência tanto no Rio de Janeiro, quanto no Brasil, e fundamental para a reconstrução do estado e do país.

Participaram do plenário Ronald Cintra Schellard, diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Ildeu Castro Moreira, presidente da SBPC, Otávio Guilherme Cardoso Alves Velho, presidente de honra da SBPC, Carlos Augusto G. Gadelha, representante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Daniele Baldi, representante da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), Denise Lopez Nascimento, reitora em exercício da UERJ, Lucia Mendonça Previato, representante da Academia Brasileira de Ciências (ABC), e Aspásia Camargo, deputada estadual entre 2011 e 2014.

-----

Ouça o podcast sobre a Responsabilidade Social da Pesquisa com Antonio Carlos Amorim, pesquisador da UNICAMP e editor da Revista Brasileira de Educação. Amorim destaca duas esferas principais da pesquisa que a responsabilidade social atinge: a caracterização e expansão da definição do que é considerado pesquisa; e a forma de financiamento e qualificação da pesquisa. Além disso, afirma que a responsabilidade social é fundamental para uma maior aproximação com a sociedade, no âmbito de avaliação e no referendamento nos seus processos e resultados.

Clique aqui e ouça o podcast com Antonio Carlos Amorim

 

 

 

Leia Também