Entrevista com Mara Regina Jacomeli (UNICAMP) | ANPEd Sudeste 2018

A Universidade de Campinas (Unicamp) recebe entre os dias 15 e 18 de julho a 13ª Reunião Científica Regional Sudeste da ANPEd. As inscrições de trabalhos (comunicação e pôsteres) se encerram no próximo dia 21 de julho. Mais informações por ser obtidas no site do encontro (clique aqui para acessar).

Confira entrevista com uma das organizadoras da ANPEd Sudeste 2018, Mara Regina Jacomeli. A professora do PPGEd da Unicamp fala sobre os destaques do evento e a importância de sua realização para o momento político, social e científico do país atualmente.

Qual a expectativa para realização da ANPEd Sudeste 2018 na Unicamp? 

Estamos preparando um evento de grande porte, no entanto, a Unicamp está preparada para isso. Teremos apresentações artísticas, mesas redondas, lançamentos de livros, entre outros. A novidade para o evento é a utilização pelos participantes do aplicativo Makadu. Com ele as pessoas poderão acessar facilmente a programação, além de receber slides das palestras e ainda avaliar o evento como um todo. Temos também um site dedicado à ANPEd Sudeste: http://regionais.anped.org.br/sudeste2018/. Vale a pena conferir!

O tema do encontro será "Em defesa da educação pública, laica e gratuita: políticas e resistências". Qual a importância de debates em torno desta temática no atual contexto político, social e da ciência no país?

O Brasil passa por um momento político delicado em que as forças reacionárias insistem na disseminação do ódio e, também, nos movimentos incentivadores do pensamento único. A bandeira da “escola sem partido” adentra os muros das universidades. Promover e levantar a bandeira da escola pública, laica e gratuita é nossa obrigação. O debate toma uma dimensão importante, justamente ao se realizar dentro de uma das principais instituições de ensino e pesquisa da América Latina, a Unicamp, e que traz para seu interior um fórum de pesquisadores em educação, representados pelo FORPREd Sudeste, que no campo da Educação são reconhecidos pelas posturas em defesa de bandeiras progressistas para a educação brasileira. A ANPEd e o FORPREd sempre tiveram como pauta a luta por uma escola pública que propicie uma educação de qualidade para todos, portanto o tema se justifica, devendo estar presente nos debates dentro e fora da Academia.

O Brasil ainda possui uma grande disparidade regional na oferta da pós-graduação e condições. No entanto, cada qual possui seus desafios próprios. Como é possível considerar o quadro da pós-graduação em Educação na região Sudeste, a partir dos programas, docentes e discentes que participarão do encontro?

Penso que a discussão local não invalida a nacional, por isso, temos que ter clareza dos problemas encontrados em todas as regiões do país quando se fala em pós-graduação. Quanto às questões que se relacionam com a pesquisa e a pós-graduação na região Sudeste, em especial no tocante à temática do evento, os docentes e discentes que participarão da 13ª Reunião da ANPEd Sudeste terão acesso a um debate e a uma produção acadêmica das mais qualificadas do Brasil. O que garantirá a socialização das pesquisas que vem sendo desenvolvidas nos PPGEs dessa região, contribuindo para o entendimento seja no aspecto local quanto no nacional. Também é importante registrar que os desafios regionais são oriundos de outros maiores. Quando pensamos em pós-graduação, ainda estamos discorrendo sobre um nível de formação que é dada para uma minoria privilegiada. As chamadas “políticas de inclusão”, se quisermos dar só um exemplo, ainda são pequenas para o atendimento da demanda por formação pós-graduada. Apesar do Sudeste congregar o maior número de pessoas pós-graduadas do Brasil, ainda necessitamos de políticas de inclusão para uma boa parcela da população que permanece fora das universidades, quiçá da pós-graduação. Eis mais um desafio posto aos PPGEs do Sudeste.

Leia Também

Institucional

Posicionamentos da ANPEd

Institucional

Institucional

Educação

Institucional

Institucional

Posicionamentos da ANPEd