GT 22 - Manifesto pela vida

*Manifesto do Observare (Observatório da Educação Ambiental), constituído e apoiado pelo GT 22 - Educação Ambiental

Nós, educadores e educadoras ambientais do Observatório da Educação Ambiental – Observare - entendemos que a saúde pública e o bem-viver estão intrinsecamente ligadas a eficazes políticas educacionais e de cuidado ambiental. Compreendemos que o aparecimento de vários vírus, seus mutantes, as novas doenças, as epidemias e as pandemias têm origem na intensa destruição das florestas, das águas, do ar e da vida selvagem, entre outras ações de aniquilamento socioambiental. O meio ambiente é um sistema que exige cuidados, pois sua degradação fragiliza integralmente este complexo planeta.

No caso particular do Brasil, manifestamos nosso repúdio à situação de colapso socioambiental e educacional que o atual governo federal (início em 2019), geriu em todas as esferas da política. Denunciamos que tal situação acentua o grau de vulnerabilidade socioambiental e em particular da saúde pública em momento de uma grave crise representado pela pandemia do Coronavírus.

Há inoperância do Ministro do Meio Ambiente sobre a pandemia global de coronavírus, além de sua incompetência demonstrada em sua gestão, colocando em risco toda a nossa população. Reafirmamos que o meio ambiente saudável é um direito que consta na Constituição Federal Brasileira e é indispensável para a saúde de todos. A gestão do governo Bolsonaro vem sendo marcada por ataques sistemáticos aos procedimentos de proteção da natureza, além da desqualificação e do total desprezo à educação ambiental, num processo desintegrador aos trabalhos pré-existentes nos ministérios do ambiente e da educação.

Em tempo de pandemia, chamamos atenção urgente da população para a situação de calamidade ambiental, com queimadas da Amazônia em números nunca vistos, com o maior derramamento de petróleo da história nas praias do Brasil, com escandalosos crimes das mineradoras, a exemplo de Brumadinho. Além disso, o país ostenta o vergonhoso alto índice de assassinatos de ambientalistas, de representantes dos povos indígenas e dos trabalhadores do campo. É assim que a gestão do governo Bolsonaro deixa seu rastro nacional e internacional: como um governo mortiço de retrocessos e necrose em todos os sentidos.

Denunciamos que sem a ampliação nos investimentos, que estão congelados, em Saúde, Educação e proteção ambiental, estaremos condenados a sucumbir em crises socioambientais que se acentuam cada vez mais, com efeitos severos à saúde de todo planeta. Manifestamos desagravo às atividades vampirescas que ainda fomentam a degradação das florestas e oceanos, além da emissão dos gases de efeito estufa que causam colapsos climáticos para além do território nacional.

Defendemos e lutaremos:

- por uma educação libertadora, gratuita e amplamente inclusiva!

- por um ambiente protegido, respeitado e durável!

- por um sistema de saúde único, gratuito e com fácil acesso!

Por um Brasil cuidadoso com a vida e que combata a necropolítica! 

 

Leia Também

Posicionamentos da ANPEd

Posicionamentos da ANPEd

Posicionamentos da ANPEd

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Educação