Educação se despede de Carlos Rodrigues Brandão e enaltece legado do antropólogo e educador

A ANPEd lamenta o falecimento do professor, antropólogo, poeta e educador Carlos Rodrigues Brandão, falecido nesta terça-feira, 11 de julho, aos 83 anos de idade. Referência da área de educação popular, com fortes vínculos com a trajetória de Paulo Freire, Brandão foi o conferencista da última Reunião Nacional da ANPEd, realizada em 2021. Na ocasião, fez sua fala na forma de um poema, enaltecendo os saberes cotidianos da Amazônia e da própria noção de Educação, construída e transmitida cotidianamente: “Somos os seres do aprendizado, inacabados, que vivem a sua maior e mais bela aventura: partilhar com quem se aprende o que se sabe” – confira a conferência completa na sequência.

Figura inspiradora e querida, teve trajetória marcante no GT 06 da ANPEd, de Educação Popular. Em nota (leia ao final), o Grupo de Trabalho da Associação afirma que “Carlos, para o GT 6 – Educação Papular, é imortalizado. Sua lavra é repleta de clássicos que, marcada pelo tempo, cada vez mais se torna indelével. Carlos não se reduz ao pesquisador que foi, tampouco ao antropólogo, ao poeta ou ao músico. Ele é a síntese mais bonita e concreta de um ser humano ético, íntegro, leal, honesto e essencialmente solidário e amoroso. O que dele era, nosso também o é.”

Carlos Rodrigues Brandão era professor aposentado da Unicamp, tendo recebido o título de professor emérito em 2021. Sua atuação abrangeu campos tão amplos como educação popular, antropologia rural e ambientalismo, sempre valorizando os saberes dos povos originários e comunidades ribeirinhas. Na década de 1980, participou da criação do Centro de Educação e Sociedade (Cedes) e do Centro Interno de Estudos Rurais (Ceres). Foi também vinculado ao Núcleo de Pesquisas Ambientais (Nepam). 

Em texto enviado a amigos e à comunidade em geral em 2020, em meio aos temores da pandemia, Brandão deixou a seguinte mensagem: “Fiquemos no fervor da vida, na presença solidária, no trabalho de cada dia, na ação de cada hora, na luta inevitável, na esperança inabalável”.

Nota do GT 06 (Educação Popular) da ANPEd

Carlos Rodrigues Brandão é um aporte e uma inspiração no campo da Educação Popular, dedicou-se aos estudos de cultura popular, antropologia camponesa, antropologia da religião, etnia e educação. Realizou pós-doutorado na Universidade de Perugia e na Universidade de Santiago de Compostela, atuando como professor em Programas de Pós-Graduação na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e professor visitante da Universidade Estadual de Goiás.  O reconhecimento de sua contribuição para o desenvolvimento científico se expressa em diferentes premiações e títulos, tais como comendador do Mérito Científico pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, doutor honoris causa pela Universidade Federal de Goiás, doutor honoris causa pela Universidad Nacional de Lujan (Argentina), professor emérito da Universidade Federal de Uberlândia e professor emérito da Universidade Estadual de Campinas.

Carlos, para o GT 6 – Educação Papular, é imortalizado. Sua lavra é repleta de clássicos que, marcada pelo tempo, cada vez mais se torna indelével. Carlos não se reduz ao pesquisador que foi, tampouco ao antropólogo, ao poeta ou ao músico. Ele é a síntese mais bonita e concreta de um ser humano ético, íntegro, leal, honesto e essencialmente solidário e amoroso. O que dele era, nosso também o é.

Carlos e a Educação Popular se confundem. É mais que uma referência! É mais que uma bibliografia que encerra uma discussão teórica. Ele é a expressão mais significativa de que o sonho continua alimentando outros mundos possíveis.

Para nós – pesquisadoras e pesquisadores do GT6, Carlos Rodrigues Brandão será sempre lembrado como companheiro de lutas e de sonhos por uma educação como prática da liberdade.  Manifestamos nossa gratidão pela partilha de saberes e afirmamos nosso compromisso em dar continuidade ao seu legado. “Este é momento de juntarmos as palmas das mãos e dizer a ti, Carlos, amigo de perto e de longe: GRATIDÃO!”

Confira o vídeo da conferência de Carlos Rodrigues Brandão na íntegra, após a solenidade e programação cultural da abertura da 40a Reunião Nacional da ANPEd.

 

 

   

Pular para o conteúdo