Comissão de Diversidade, Acessibilidade e Ações Afirmativas lança edital de ajuda de custo a participantes para 41ª Reunião Nacional da ANPEd; inscrições até 28 de junho

A Associação Nacional de Pós-Graduação em Educação (ANPEd), por meio da Comissão de Diversidade, Acessibilidade e Ações Afirmativas, torna público o edital para concessão de ajuda de custo à 41ª Reunião Nacional, que acontecerá em Manaus (AM) entre os dias 22 e 27 de outubro. A iniciativa visa dar apoio a candidatas/os/es pertencerem a grupos de representatividades indígenas, quilombolas, pessoas negras, pessoas com deficiência, pessoas trans (travestis, transexuais e não bináries), imigrantes e populações do campo, florestas e águas. É preciso também ter concluído ou estar regularmente matriculado/a/e em um curso de graduação ou pósgraduação, além de preencher todas informações e enviar os documentos exigidos no formulário e edital. 

Os valores de ajuda de custo variam entre R$ 700 e R$ 1300 por localidade da pessoa inscrita. O edital estará aberto entre os dias 12 e 28 de junho, com resultado a ser divulgado nos canais da ANPEd no dia 10 de julho.

Clique aqui e acesse o edital com todas informações e critérios, além de anexo com questionário e declaração.

Confira entrevista sobre a iniciativa com Wilma de Nazaré Baía Coelho (UFPA, 2ª Secretária da ANPEd e Presidenta da Comissão de Comissão de Diversidade, Acessibilidade e Ações Afirmativas.

Qual o propósito do edital de Ações Afirmativas?

As ações afirmativas têm como fundamento a reparação de injustiças e de desigualdades que afetam pessoas historicamente discriminadas. Nesse caso, como uma iniciativa inédita, as ações afirmativas promovidas pela ANPEd, por meio deste Edital, pretendem ampliar o acesso de grupos representativos de povos indígenas, quilombolas, pessoas negras, pessoas com deficiência, pessoas trans (travestis, transexuais e não bináries), imigrantes e populações do campo, florestas e água, que concluíram graduação ou que estejam regularmente matriculado/a/es em um curso de graduação ou pós-graduação.

Qual a importância dessa iniciativa no contexto da educação brasileira?

Ampliar a participação de pessoas com graduação e pós-graduação pertencentes a grupos historicamente discriminados no mais importante evento sobre a Educação no país. Portanto, espera-se expandir as possibilidades de interlocuções nas quais essas pessoas possam se envolver durante as atividades atinentes à 41ª Reunião Nacional, a qual ocorrerá em Manaus. Da mesma forma, intenciona-se possibilitar o contato e o reconhecimento de suas expertises, experiências, pautas e objetos de pesquisa em um ambiente qualificado. Essa iniciativa tem, ainda, a função pedagógica de provocar a comunidade acadêmica em geral para que volte a sua atenção às demandas desses grupos, reconhecendo-as como parte da agenda brasileira; da mesma forma, a iniciativa da ANPEd pode levar os/as seus/as associados/as, intelectuais e programas de pós-graduação, a ampliarem o reconhecimento das competências e contribuições desses/as agentes como fatores relevantes na construção de alternativas para a Educação brasileira, inclusiva, plural e efetivamente democrática.

Como a iniciativa se alinha a outras ações em âmbitos diversos da ANPEd, como a Comissão de Diversidade, Acessibilidade e Ações Afirmativas, debates públicos e a própria Reunião Nacional da ANPEd?

Uma iniciativa inédita como esta, promovida pela ANPEd, dentro da qual todas as suas instâncias se vinculam (principalmente, a Comissão de Diversidade, Acessibilidade e Ações Afirmativas) tende a contribuir para o debate acerca da garantia dos direitos fundamentais e para o enfrentamento a toda forma de discriminação, particularmente nos ambientes de ensino e, fundamentalmente, na Educação Básica. Então, o apoio financeiro a grupos que são os principais atingidos por práticas discriminatórias, cujos reflexos são testemunhados cotidianamente, cumpre com um dos princípios de uma agenda afirmativa. Ademais, a iniciativa, avança ao promover uma ação efetiva, voltada para as gerações que, futuramente, serão integradas à associação. Em que pese o fato de a temática da Diversidade, Acessibilidade e gênero ser objeto de discussão no âmbito da associação, especialmente nos GTS e GE que problematizam as questões atinentes ao escopo da política que a ANPEd agora implementa, esta iniciativa conforma uma ação concreta, voltada para a ampliação de diferentes coletivos participantes da discussão. Finalmente, a iniciativa, por ser de caráter afirmativo, reitera o compromisso da associação com a defesa da Democracia e com as expectativas por mudança e pela construção de uma sociedade na qual a discriminação não seja regra, nem valor!  ANPEd + Presente!

 

Pular para o conteúdo