Colóquio Internacional – Cortázar 100 Anos – 22 a 24/09/2014 (Florianópolis-SC)

HOMENAGEM A JULIO CORTÁZAR EM SEU CENTENÁRIO

CORTÁZAR: 100 ANOS

Cortazar P1 Cortazar P2

COLÓQUIO INTERNACIONAL: 22 a 24 de setembro de 2014 – UFSC
MOSTRA DE CINEMA: 8, 9, 10, 11, 22, 23 e 24 de setembro de 2014 – UFSC
EXPOSIÇÃO DE CARTUNS: 22 a 26 de setembro – FUNDAÇÃO BADESC

Em 2014, o escritor Júlio Cortázar, criador de O Jogo da Amarelinha e de alguns dos melhores contos da literatura latino-americana do século XX, completa 100 anos. Sua literatura abriu uma inesperada dimensão do surreal e do lúdico, que imediatamente contou com milhares de leitores. Ser que anseia ser, como o definiu Davi Arrigucci, Cortázar foi capaz de uma peculiar posse do outro pela linguagem, perseguidor radical de uma plenitude ontológica que o obrigou à busca e à rebeldia diante de um mundo degradado que já não correspondia às suas aspirações. Cortázar foi um dos escritores mais importantes do chamado boom da literatura hispano-americana, durante as décadas dos anos de 1960 e 1970, além de um grande inovador e crítico do romance tradicional.
No se centenário, o Núcleo Juan Carlos Onetti de Estudos Literários Latino-americanos, o programa de Pós-graduação em Literatura da UFSC, o Consulado da República Argentina e a Fundação Badesc se uniram para organizar uma homenagem para um escritor admirado na América Latina e no mundo afora, que marcou gerações de leitores.
A Programação (que enviamos em arquivo anexo) inclui conferências de convidados especiais, entre os quais o biógrafo de Cortázar, o pesquisador, jornalista e crítico argentino, Jaime Correas, o reconhecido artista plástico e cartunista, Miguel Rep, autor da exposição do painel Julio Florencio Cortázar, com 35 momentos que ilustram a vida do escritor, exposto na Fundação Badesc. O painel foi exibido pela primeira vez, no Salão do Livro de Paris, em abril de 2014. E a conferência de abertura estará a cargo do Prof. Dr. Raúl Antelo (UFSC).
______________________________________________________________________
A homenagem inicia no dia 8 de setembro com uma mostra de filmes baseados na obra do argentino.
A Mostra de Cinema acontecerá nos dias 8, 9, 10, 11, 22, 23 e 24 de setembro, no Auditório Henrique Fontes, CCE – UFSC.
O Colóquio Internacional acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de setembro, no Auditório Henrique Fontes, CCE – UFSC.
A Exposição de Cartuns será de 22 a 26 de setembro na Fundação Badesc (veja locais e horários na Programação).
______________________________________________________________________
CURRICUM VITAE DOS CONVIDADOS ESPECIAIS

Miguel Antonio Repiso, Rep, nasceu em San Isidro e passou sua infância em Boedo, em Buenos Aires, na Argentina, onde vive. Trabalha no jornal Página/12 desde o primeiro número. Publicou 30 livros de sua autoria, entre outros, Buenos Aires dibujada, Rep para todos, Contratapas, Postales, 200 años de peronismo, Julio Florencio Cortázar e Bellas Artes. Colabora com meios gráficos como a revista Veintitrés, os jornais El Tiempo de Colombia e El Telégrafo de Equador e a revista Orsái. Expôs em MALBA, no Museo Nacional de Bellas Artes, no Centro Cultural de España em Buenos Aires, Rosário, Córdoba y Montevidéu; no Centro Cultural Recoleta; na Casa América de Madrid e em MACBA de Barcelona. Realizou murais na Argentina, Espanha, Estados Unidos, México, Itália, Alemanha, Uruguai, Venezuela, República Dominicana, Brasil, Cuba, para la Feria del Libro de Frankfurt 2010 e o Salão do Livro de Paris 2014, e também participará na Feria del Libro de Guadalajara 2014. Ilustrou Don Quijote de la Mancha com 260 desenhos, e atualmente faz o mesmo com La Divina Comedia. Seu trabalho foi reconhecido com importantes prêmios na Argentina, Espanha, Japão e Cuba.

Jaime Correas nasceu em Mendoza, Argentina, en 1961. Estudou na Universidade Nacional de Cuyo, donde obteve o título de Professor em Letras. Trabalha como jornalista no jornal UNO de Mendoza, do qual foi Diretor Jornalístico e atualmente é encarregado da edição de produtos editoriais especiais.
Recebeu o Prêmio Konex 2007 pelo seu trabalho como editor jornalístico, obteve a Menção especial no concurso Creatividad 2010 da Academia Nacional de Periodismo pelo suplemento Diario del Bicentenario.

Publicou o ensaio Presencia de España en la Facultad de Filosofía y Letras de la UNCuyo (1990). No livro Historias de familias (1992), prologado por Félix Luna, relata as histórias de importantes grupos familiares de Mendoza; foi responsável pela edição de Mitos y leyendas cuyanos (Alfaguara, 1998); escreveu em Historias de caudillos argentinos (Alfaguara, 1999, edição de Jorge Lafforgue; é autor de Cortázar, profesor universitario. Su paso por la Universidad Nacional de Cuyo en los inicios del peronismo (Aguilar, 2004). Em 2011 publicou pela editoria Alfaguara Los falsificadores de Borges, seu primeiro romance, que relata la inacreditável pesquisa o envolveu com o escritor colombiano Héctor Abad Faciolince para confirmar a autoria de uns poemas perdidos de Borges.

En agosto de 2014 foi publicado seu livro Cortázar en Mendoza. Un encuentro crucial (Alfaguara). Esta nova versão inclui três cartas inéditas e 30 poemas que somente foram publicados uma única vez em uma edição de difícil consulta. O livro traz também um importante conjunto de fotos e documentos.

Para mais informações: tel. (48) 37219288 Ramal 203 ou enviar um e-mail: lilianareales@yahoo.com.

Pular para o conteúdo