37ª Reunião Nacional da Anped será realizada em Florianópolis (SC) em 2015

                        Diretoria da Associação, coordenadores dos GTs, Forpred e Comitê Científico definem a UFSC

                                                    como sede do próximo encontro e detalhes da programação

Em reunião realizada nesta quinta (21) e sexta-feira no Rio de Janeiro, a diretoria da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, juntamente com os coordenadores de seus 23 Grupos de Trabalho, Forpred e Comitê Científico aprovaram a escolha da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para sediar a próxima Reunião Nacional da Anped, a ser realizada entre os dias 04 e 08 de outubro de 2015.

Outra decisão importante aprovada se refere ao tema do congresso de 2015, “Plano Nacional de Educação: tensões e perspectivas para a educação pública brasileira”. Além de pautar atividades do encontro, como a conferência de abertura e sessões especiais, o assunto evidencia a urgência de se aprofundar a discussão sobre aprovação do PNE (2014-2024), seus tensionamentos e pontos críticos no que se refere a real destinação dos 10% do PIB para a educação pública – debate que ganhará grande visibilidade este ano na Conae II.

                                                        Usar4                                                                                   

Como definido em assembleia estatutária de 2012, as Reuniões Nacionais passam a ocorrer em caráter bienal a partir do último encontro, realizado em 2013. Em outro contexto, a realização do evento no sul do país também demonstra a preocupação na continuidade de uma descentralização empreendida nos últimos anos – Porto de Galinhas (PE), em 2012, e Goiânia (GO), em 2013. “Esse caráter de itinerância, que foi uma solicitação dos próprios associados, mostra que realmente somos uma associação nacional, além da importância de retornarmos a região sul depois de muitos anos”, destaca a presidente da Anped, Maria Margarida Machado (UFG).

                                                        Usar5

A estrutura da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), localizada na ilha de Florianópolis, foi apresentada pela professora Luciane Schlindwein (GT Psicologia da Educação) e pela diretoria da Anped, que fez visita técnica recentemente ao local. Com amplo auditório, infraestrutura para atividades diversas, restaurante universitário e rede hoteleira próxima ao local, o campus cumpre as condições adequadas a receber a reunião, que no último ano contou com mais de dois mil participantes. Schlindwein, que será a coordenadora local do 37ª RN, também ressaltou os apoios da reitoria e do programa de Pós-Graduação em Educação que levaram à proposição da UFSC como sede. “Estamos felizes em ter a Reunião Nacional mais um ano realizada em uma universidade, que é o seu lugar”, argumenta a professora da UFSC. Em 2013 o encontro teve como sede a Universidade Federal de Goiás (UFG).

Planejamento e interação

A reunião conjunta entre diretoria, coordenações do Forpred, Comitê Científico, dos Grupos de Trabalho e das Reuniões Regionais aprovou a programação da próxima Reunião Nacional, que retoma a duração de cinco dias de evento (domingo a quinta), um a mais que nos anos anteriores, como forma de se dar mais espaço à apresentação de trabalhos e à participação dos programas da área. De forma geral, a reunião que ocorreu no Rio de Janeiro lida com diversos pontos do encontro, como as Sessões Especiais propostas por subáreas dos GTs e o convite a estrangeiros. Em breve o portal da Anped divulgará a agenda completa para o evento. 

                                                        Usar

Na pauta da reunião, que acontece anualmente, também é abordada a questão das resoluções dos GTs e temas gerais da associação, como as Reuniões Científicas Regionais e as representações da Anped na agenda da Educação. “Essa reunião tem o caráter de dar continuidade à organização da associação, abordar pautas políticas e acadêmicas, mas também possibilita o encontro com os associados organizados através GTs, Comitê Científico e Forpred para socializar a ações que estão ocorrendo no âmbito da diretoria e dos diferentes espaços onde os associados estão atuando”, pontua a presidente da Anped, que também destacou a criação, durante a reunião, de uma comissão para sistematização das sugestões à resolução que regulamentará as Reuniões Científicas Regionais. As propostas serão reunidas até 30 de setembro e encaminhadas para as quatro reuniões regionais, onde essas resoluções serão debatidas.

                                                        Fne Pne

Coordenadora do GT 23 pelo segundo mandato, Constantina Xavier Filha (UFMS) entende esta reunião como o coração dos GTs, uma vez que nele se decidem temas da organização da Reunião Nacional, mas também se socializam os caminhos que os Grupos de Trabalho vêm tomando de forma geral. “Creio que consolidamos a ideia de que esta é uma associação que vai além de sua reunião nacional. Acredito também que a diretoria foi muito sensível e cuidadosa em acolher toda essa discussão, fazendo as convergências necessárias. Foi extremamente produtivo, a gente saiu com a sensação de dever cumprido”, avalia a coordenadora do GT Gênero, Sexualidade e Educação.

                                                        Ciranda1

Ao final do segundo dia de encontro, a coordenadora do GT Educação e Arte, Márcia Strazzacappa Hernandez, propôs uma ciranda entre os presentes. Um momento não apenas de descontração, mas também de comunhão em torno dos sentimentos que permearam a reunião e que estão na base da atuação em torno a Anped. “A arte tem esse caráter bacana de nos tirar do lugar comum, de pensar o coletivo e agregar. Tentei com essa atividade de ciranda e canto estimular as pessoas a mostrarem o que elas estavam sentindo na reunião, com gestos, com o corpo”, explica a coordenadora do GT 24.

                                                        Ciranda2

                                                                                                                                                              Reportagem e imagens: João Marcos Veiga

Pular para o conteúdo