Nota de repúdio ao corte de bolsas de estudantes da pós-graduação

O Fórum das entidades de Humanidades (FCHSSALLA), a ANPEd e diversas outras entidades vêm a público repudiar o corte de recursos feito pelo Ministério da Educação do governo de Jair Bolsonaro (PL), inviabilizando o pagamento de cerca de 100 mil bolsistas da CAPES no mês de dezembro de 2022.

Esse e outros atos de corte de recursos na área da Educação e da Saúde são atos criminosos feitos no apagar das luzes de um governo que jogou a maioria dos brasileiros em situação de precariedade e miséria. A ANPEd e as demais entidades subscritas cobram atitude imediata do Ministério da Educação do governo Bolsonaro, que ainda está governando o Brasil e é o responsável por todas essas mazelas.

Conclamamos a manifestação da sociedade civil organizada. Esses inescrupulosos governantes não podem sair impunes. Têm de se responsabilizar por todas as mazelas do período de governo, inclusive, neste período final. Exigimos a volta das verbas para a Educação e a Ciência! Os estudantes não podem ficar sem o pagamento de dezembro! 

Em virtude das últimas notícias sobre o confisco dos recursos do Ministério da Educação, causando o não pagamento das bolsas de milhares de pós-graduandos pelo país, a Associação Nacional de Pós-Graaduandos também convoca todas/os pós-graduandas (os), as/os cientistas brasileiras/as, e a sociedade civil, a reivindicarem o pagamento imediato das bolsas de estudos aos estudantes brasileiros, paralisando suas atividades a partir do dia 08 de dezembro de 2022 até o pagamento de todas as bolsas.

 

Pular para o conteúdo