Lançamento da Recria discutirá Dilemas da participação de crianças e jovens na cultura digital; rede conta com pesquisadora do GT 16

Lançamento da Recria discutirá Dilemas da participação de crianças e jovens na cultura digital; Pesquisadora do GT 16 da ANEPd integra Rede Internacional Sobre Infâncias e Adolescências

Percebendo o crescimento dos estudos sobre a relação das crianças e dos adolescentes com a mídia, pesquisadoras de oito Estados do Brasil e de Portugal criaram a Recria (Rede de Pesquisa em Comunicação, Infâncias e Adolescências). O lançamento oficial da Recria será no dia 2 de setembro, às 17h (horário de Brasília), com a aula aberta interprogramas “Dilemas da participação de crianças e jovens na cultura digital”, ministrada por Inês Vitorino Sampaio (UFC), pesquisadora cofundadora da rede. O evento será transmitido pelo canal da rede no YouTube e terá tradução em libras. A professora  Saraí Schmidt da Universidade Feevale, pesquisadora do GT 16  da  Anped e representante no Comitê Científico é uma das fundadoras da Recria.

▶️ Acesse: https://youtu.be/l6AgJvr59Vg

A entidade tem três eixos de atuação, desenvolvendo ações no Brasil e também estabelecendo intercâmbio com países ibero-americanos e da lusofonia africana: a articulação entre pesquisadores, o estabelecimento de projetos de investigação e extensão conjuntos e a organização de eventos e de publicações. A iniciativa foi criada em março deste ano por pesquisadoras em oito estados do Brasil e em Portugal com o objetivo de fomentar, a partir do olhar da comunicação, estudos, formações e atividades de extensão sobre como os mais jovens são representados pela mídia e os usos que fazem dos diversos suportes e linguagens midiáticas. 

É possível acompanhar as atividades da rede no site https://rederecria.com.br/, que traz também as principais publicações das pesquisadoras fundadoras e links úteis para quem se interessa pelo assunto.  A Recria se articula a partir da atuação de laboratórios e grupos de pesquisa, nos quais atuam suas fundadoras, seus orientandos e orientandas e demais pesquisadores: Criança na Mídia –  Núcleo de Estudos em Comunicação, Educação e Cultura (Universidade Feevale); Epistemologia do diálogo social (USP); ESC – Ética na Sociedade de Consumo (UFF); LabGrim – Laboratório de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Mídia (UFC); NUPEJOR – Núcleo de Pesquisa em Jornalismo (UFRGS); OPSlab – Laboratório de Estudos e Observação em Publicidade, Comunicação e Sociedade (UFMT); PHiNC – Publicidade Híbrida e Narrativas do Consumo (UFPE); Sociedade mediatizada: processos, tecnologia e linguagem (PUC-Campinas); e CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (NOVA FCSH-Portugal). 

Leia Também