Manifesto contra o corte nas bolsas de Iniciação Científica no âmbito do CNPq

* Manifesto enviado pela ANPEd ao Ministro da Ciencia e Tecnologia e ao Presidente do CNPq

* Acesse o documento na Biblioteca da ANPEd.

A divulgação dos resultados das Chamadas 2016-2018 dos programas institucionais PIBIC, PIBIC-Af, PIBITI e PIBIC-EM evidenciaram uma diminuição no número de bolsas em todas as modalidades. Para esta edição, o total de bolsas concedidas foi de 26.169, enquanto a edição do Programa em 2014-2016 continha 38.011 bolsas, comparativamente assim distribuídas: o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) caiu de 24.210 bolsas concedidas para 19.122 em 2016; o Programa de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM) diminui de 5.657 para 4.214; o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) reduziu de 3.094 para 2.195; e o Programa Institucional de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBIC-Af) registrou queda de 800 para 638 bolsas.

Estes cortes nos programas de apoio a jovens pesquisadores, somados aos atrasos nas divulgações de editais e descontinuidades em editais tradicionais de apoio à pesquisa no CNPq, evidenciam o risco de desfinanciamento da pesquisa no Brasil. Uma política econômica que põe em risco o desenvolvimento da pesquisa de um país é irresponsável em relação ao próprio futuro econômico e social da nação.

A ANPEd se junta as demais entidades científicas que já se manifestaram e solicita a recomposição do orçamento do CNPq com a garantia da manutenção dos programas de financiamento na direção do fortalecimento da soberania nacional.

 

Leia Também

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Educação

Posicionamentos da ANPEd

Posicionamentos da ANPEd

Educação

Posicionamentos da ANPEd