Nota de pesar pelo falecimento da professora Lisete Arelaro

Segundo Bertolt Brecht, há pessoas que lutam um dia e são boas, outras lutam um ano e são melhores, há as que lutam muitos anos e são muito boas. Mas há aquelas que lutam toda a vida e estas são imprescindíveis.
Lisete Arelaro foi um ser humano imprescindível, em todos os sentidos.
Foi uma professora que se tornou inspiração para seus(as) estudantes e orientandos(as), pela sua generosidade e comprometimento político com a educação, compromisso esse que se traduzia na luta política incansável, aguerrida, coerente e profundamente respeitosa.
Era uma pessoa generosa, alegre, espirituosa, doce, o que não diminuía seu engajamento na luta por uma sociedade mais justa e por educação de qualidade para todas as pessoas. Um exemplo de guerreira.
Presença constante no GT 05 e nas Assembleias da ANPEd, contribuía de forma exemplar para o fortalecimento da entidade na defesa da democracia e da educação pública.
Seu legado extraordinário ficará para sempre nos nossos corações e mentes.
A ANPED expressa sua admiração por Lisete e tristeza por sua partida.

Lisete Arelaro morreu aos 76 anos na noite deste sábado (12), vítima de câncer no estômago. 

A professora também foi candidata ao governo de São Paulo pelo PSOL em 2018.

Depoimentos

Lisete sempre foi a primeira a lutar pelas causas populares e pela democracia. No campo da formação dos professores e profissionais da educação abriu as portas para o reconhecimento do movimento que criou a Anfope no âmbito da pós-graduação em educação. Era Lisete que no início da década de 1980 solicitava a palavra nas Assembléias da Anped para que pudéssemos dar os informes sobre o movimento em defesa dos cursos de formação dos educadores. Lisete deu imensa contribuição nesse percurso. Sua presença no GT5 da Anped também foi fundamental! Sempre firme e  corajosa no bom combate e amorosa com tod@s que tiveram o privilégio de com ela conviverem! 
Lisete, sua doação para a construção da democracia e da educação pública no Brasil permanecerá para sempre!
Lisete, Presente!

Profa. Marcia Ângela Aguiar (ex-presidente ANPEd)

É com tristeza que recebemos a notícia do falecimento de nossa amiga e companheira Lisete Arelaro. Educadora militante, sempre esteve ao lado da defesa da educação pública. Trabalhou  com rigorosidade metódica, na docência, na gestão da educação, em Secretarias de Educação, e em movimentos sociais, lutando por uma educação de qualidade social.

Lisete foi minha companheira na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, na gestão Paulo Freire, e pudemos discutir com profundidade os avanços na área do currículo e da formação permanente dos professores. Ela integrava a equipe da pesquisa que coordeno, sediada na Cátedra Paulo Freire da PUC-SP, que visa a investigar a materialidade do pensamento de Paulo Freire na educação brasileira. Tenho boas lembranças dos muitos encontros e da viagem que fizemos à Espanha, representando a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, no Congresso Internacional de Cidades Educadoras. Fizemos um trabalho sério, onde não faltou, porém, a alegria contagiante de Lisete.

Tive a oportunidade de conhecer Camila, sua filha, a quem tive o prazer de orientar no Mestrado e no Doutorado da PUC-SP, o que estreitou ainda mais os nossos laços de amizade.

Lisete deixa saudades e continuará a nos inspirar na construção de uma educação crítico-libertadora.

Profa. Ana Maria Saul – GT 12 ANPEd (Currículo) e ABdC

Coordenadora da Cátedra Paulo Freire da PUC-SP

-

Repercussão na mídia

Revista Fórum | Folha SP | UOL 

Leia Também